Apelidados de ‘peixe-pênis’, milhares deles foram parar em Drakes Beach, na Califórnia, deixando os moradores locais completamente surpresos com a semelhança que o peixe mantém com uma certa parte do corpo masculino.

O nome oficial para a criatura interessante é um verme gordo hospedeiro,
um nome que eles recebem porque vivem e se enterram na areia e na lama que geralmente contêm outros animais. Interessante – uma propriedade que desenvolve peixes.

O mar desses peixes-pênis foi descoberto pelos biólogos Ivan Parr em 6 de dezembro, depois que uma tempestade atingiu a área.

Pode comer?

O peixe com aparência de pênis é na verdade uma iguaria alimentar na Coréia e no Japão e, para tornar a idéia de comer ainda pior, eles são comidos crus apenas com óleo e sal ou com uma pasta de pimenta vermelha conhecida como gochujang. A cereja no topo do bolo é que a iguaria é conhecida como ‘paulada’, * tenta não rir *.
Os coreanos e japoneses não são seu único predador, embora se saiba que lontras, linguados, tubarões, raias e gaivotas também os comem.

Peixe-Pênis encontrado na praia da califórnia

Os especialistas dizem que essas criaturas são arrastadas para a praia quando ocorrem fortes tempestades. Fora de suas tocas, contudo, os peixe-pênis se tornam presas fáceis para lontras, gaivotas, tubarões e até seres humanos, já que esses vermes podem ser consumidos.

O nome de “vermes hospedeiros” vem do fato de que suas tocas são apenas um lar temporário e, quando abandonam esses buracos, eles são usados por outras criaturas subaquáticas. Apesar de serem pequenos, não tendo mais que 20 cm, as tocas cavadas pelos peixes-pênis podem ter vários metros de profundidade.

Os peixe-pênis vivem por até 25 anos. Eles são criaturas inofensivas e passivas. Elas se alimentam de bactérias, plâncton e outras partículas menores, que são capturadas por uma espécie de rede gosmenta produzida pelo próprio peixe-pênis quando quer se alimentar.